A formula do sucesso: ser feliz

Todo mundo quer a formula do sucesso. Todos querem descobrir uma forma para conquistar sua felicidade. Hoje o sucesso profissional parece ser a chave para isso. Somos envolvidos pelo capitalismo, um sistema que corrompe nossa percepção. Dinheiro, status, pressão e etc.. Pessoas que veem sua felicidade posta nos objetivos profissionais. Há tanta frustração hoje em dia que a solução parece ser criar vagas de presidente e gerente para todos do mundo. A depressão é o mal dos tempos modernos. Qual a medida da felicidade? O que te deixa feliz? Já pensou sobre isso tudo?

Tudo na verdade é muito efêmero e passageiro e tudo não sobrevive mais do que o êxtase do momento. Toda a felicidade pode sim sucumbir logo após a realização de um objetivo anteriormente traçado que foi conquistado após muitas lutas. Logo as conquistas não são suficientes. Tudo não passa de uma eterna busca. Logo após a realização vem a certeza e o dever pela nova conquista e assim a tortura começa novamente pela busca do sucesso.

A fórmula do sucesso é aceitar todos os obstáculos em busca dos objetivos. A forma de alcançar o sucesso completo é ter felicidade na caminhada. Somente assim podemos acreditar que realmente alcançamos o que sempre desejamos da vida e que realmente a estamos vivendo plenamente. Caso contrário a vida será um eterno vazio em busca de mais vazio.

Nesse ponto de vista os obstáculos são entendidos como realmente são, temporários até que as soluções sejam colocadas em pratica para resolução do problema. Nesse ponto do vista a vida é vivida em plenitude. A calma em todos os momentos e a felicidade é alcançada pelo espirito e não pela pressão exercida pelo tempo fracionado pelos ponteiros do relógio que insiste em pressionar.


Esse é o meu ponto de vista de sucesso na vida. Viver feliz mesmo quando a maré parece estar contra. A fórmula do sucesso está dentro de você. Procure sua felicidade nas coisas simples da vida, o resto sempre será um maravilhoso bônus. Qual é a sua formula do sucesso? Pense nisso.

Caráter e honestidade: para ler,ser e viver.

Ou você tem ou você não tem. Apresento duas características sublimes almejadas em pessoas que desejamos formar qualquer tipo de parceria, seja ela profissional ou emocional. Ter ou não ter faz toda a diferença e é algo que depende de cada um de nós, seja eu ou você. São duas qualidades que interferem diretamente na sua vida e na vida de toda uma sociedade. São duas qualidades muito mais fortes e valiosas que o diamante, mas que corrompidas se tornam tão frágeis que se quebram imediatamente deixando de ser o que eram outrora, invertendo negativamente o valor de quem o perde (valor).

Não é uma ordem que pode ser cumprida, é uma intimidade para ser vivida. Para confiar é necessário acreditar e para acreditar é necessário existir. Se preciso for monitorar e ensinar sempre faltará alguma coisa. Se burlado for o código básico do conceito e ação do que representa essas duas características de nada valem essas palavras.

É uma coisa  que de tão frágil pode deixar de existir por um ínfimo ato falho. Assim como na mentira onde não existe mentirinha ou mentirona qualquer deslize significa claramente a perca do significado das palavras e das características no mesmo momento que se perde a confiança e a credibilidade naqueles que outra eram dignos das mesmas. Portanto deve ser no máximo do possível algo imutável que não pode abrir uma mínima exceção que demonstre falha. Isso corrompe imediatamente o ser.

Quem é você? Essa escolha depende de você e sua vida estará constantemente guiada pelas suas escolhas. Manter-se firme diante de um simples grão de areia de tentação te faz forte para não se abalar por um monte gigantesco. Isso faz toda a diferença para que você não se perca de você mesmo. Ter um bom caráter é para os fortes e para os melhores. Fica a dica: seja o melhor que você pode ser em tudo! Escolha ser o melhor.

Conheça os maiores salários do futebol: Neymar é o 5º.

Revista 'France Football' divulga lista dos jogadores de futebol com maiores vencimentos do ano. Confira quem são eles!


A revista “France Football” divulgou a lista dos jogadores com maiores vencimentos do ano e Beckham como sempre aparece em primeiro. Seus rendimentos são sempre impulsionados pelo seu marketing. O jogador doa seu salário para caridade e isso aparentemente só rende mais prestigio para a imagem dele. Uma boa ação que lhe ajuda continuar rendendo bons contratos de publicidade. Para se ter uma ideia apenas 9% dos seus rendimentos é referente a salários.

Boa parte dos rendimentos astronômicos em publicidade se deve ao alcance do futebol que é um esporte em massa que entra na vida de muitas pessoas. Aqueles que se destacam ganham o investimento das empresas que querem vincular a imagem dos jogadores e clubes à da empresa. É uma forma de alcançar o publico pela sua paixão pelo futebol e jogadores.

Neymar aparece em 5 º e sacramenta o poder da economia nacional em colocar um jogador atuando dentro do futebol brasileiro entre os 5 atletas do futebol com maior remuneração. De acordo com a publicação Neymar recebe ao todo  R$ 51,4 milhões. Grande parte paga pelos seus patrocinadores. Está explicado porque Neymar não tem tanto interesse assim em sair do país. Aparentemente de acordo com essas informações realmente não existe nenhuma necessidade financeira. Sendo assim o jogador consegue trabalhar feliz em sua casa sem precisa se mudar para um país longínquo de cultura diferente para conseguir o que deseja.              

Essa noticia comprova que o futebol brasileiro vem crescendo e se mostrando um mercado interessante para os jogadores de futebol. E coloca Neymar em destaque mais uma vez no cenário mundial rendendo mais publicidade que é igual a mais $.

Confira o top-20 (em milhões de euros por ano):

1. David Beckham (Paris Saint-Germain) - 36
2. Lionel Messi (Barcelona) - 35

3. Cristiano Ronaldo (Real Madrid) - 30
4. Samuel Eto'o (Anzhi) - 24
5. Neymar (Santos) - 20
6. Sergio Agüero (Manchester City) - 19
7. Wayne Rooney (Manchester United) - 18
8. Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain) - 17,5
9. Yaya Touré (Manchester City) - 16,6
10. Fernando Torres (Chelsea) - 16,3
11. Carlos Tevez (Manchester City) - 16,2
12. David Silva (Manchester City) - 16,2
13. Kaká (Real Madrid) - 14,5
14. Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique) - 14
15. Phillip Lahm (Bayern de Munique) - 13,5
16. Iker Casillas (Real Madrid) - 12,7
17. Didier Drogba (Galatasaray) - 12,6
18. Gianluigi Buffon (Juventus) - 12,4
19. Darío Conca (Guangzhou Evergrande) - 12,1

20. Karim Benzema (Real Madrid) - 12

Conheça os times de futebol mais ricos do mundo.



Os 20 clubes mais ricos do mundo geraram 4,8 bilhões de euros na última temporada, ou 13 bilhões de reais. Esse volume corresponde a um acréscimo de 10% sobre o ano anterior. O futebol é um entretenimento de massa e os clubes crescem aumentando o faturamento trabalhando suas imagens e ações mercadológicas. No Brasil o Corinthians é um exemplo de sucesso tanto que foi considerado o clube fora da Europa com maior faturamento do mundo.  Corinthians é o 31º colocado, com uma receita de 94,1 milhões de euros no período considerado.
A lista faz parte da atualização anual do estudo produzido pela consultoria Deloitte, com o Football Money League 2013, que considera as receitas dos clubes em 2011/2012.

Real Madri e Barcelona mais dominam a lista dos times mais ricos do mundo. Para se ter uma ideia desse domínio o Real está na primeira posição por oito anos seguidos e essa dobradinha dos times espanhóis já dura 4 anos. Somente os dois times espanhóis estão acima dos 450 milhões de euros, sendo que o Real passou da casa dos 500 milhões de euros. Outra curiosidade é que nos últimos 5 anos 6 times permanecem entre os primeiros. 

Como curiosidade os 20 times da Money League contribuíram para mais de um quarto do total de receitas do mercado de futebol europeu inteiro e em uma conta envolvendo todas as equipes do futebol brasileiro faturou R$ 2,9 bilhões no ano passado, ou 22% do top 20 europeu.

Essa é a lista dos 20 mais ricos do mundo:

Segue uma ilustração para você saber de onde vem o dinheiro:





 

Conheça quem são os jogadores mais ricos do mundo.



Nesta Lista Kaka e Ronaldinho Gaucho aparecem no top 5, Rivaldo no top 10. Robinho e Neymar são os outros Brasileiros presentes no top 50.  Confira as posições dos brasileiros e dos demais jogadores.


David Beckham é o lugar e portanto o jogador mais rico em 2013. Ele é conhecido por todos pelo poder de sua imagem. A forma como ele trabalha sua imagem tem participação direta na obtenção desse resultado. A fortuna do jogador foi avaliada em R$ 612,5 milhões. Ele é o único do Top 5 que nunca foi eleito o melhor jogador do mundo. Ele tem patrocínios com a Adidas, Pepsi Diet e Samsung.

Lionel Messi conhecido pela sua habilidade e impressionante forma ao ser considerado o melhor do mundo quatro anos seguidos aqui fica em lugar. O jogador do Barcelona é o segundo jogador mais rico do mundo com uma fortuna de R$ 404,3 milhões. Adidas, Procter & Gamble e Herbalife colaboram para aumentar o bolso do atleta.

Cristiano Ronaldo é o 3° da lista. Ele que já foi o melhor do mundo, mas nesses últimos anos vem amargando o segundo lugar para seu “rival” Messi e fica atrás mais uma vez, mas nem tanto assim. O português que é o jogador mais caro da história aparece em terceiro lugar com como uma fortuna de R$ 392 milhões. Tem o patrocínio de empresas como Coca-Cola, Motorola e Nike.

Kaká que também já foi o melhor do mundo e a segunda transação mais cara do mundo é o lugar. Ele tem uma imagem muito bem consolidada e limpa o que atrai muitos fãs. Isso impulsiona também os rendimentos de Kaká apesar de não atuar tão freqüentemente seu time Real Madri. Atualmente ele vem recebendo chances no seu clube e também na seleção brasileira. Ele tem o patrocínio de marcas como Adidas, Sony e Guaraná Antártica. Sua fortuna é de R$ 232,7 milhões.

Ronaldinho Gáucho está em mesmo perdendo o dinheiro que perdeu no Flamengo. Ronaldinho é conhecido por sua habilidade fora do comum com auge no Barcelona. Um jogador que com certeza impressionou e impressiona muita gente. É mais um que também foi eleito melhor do mundo em seu caso duas vezes. Mesmo não tendo recebido do Flamengo, Ter aceitado diminuir seus ganhos salariais no ano de 2012 no Atlético e ter perdido um contrato com a Coca-cola por ter bebido Pepsi na apresentação pelo Galo Ronaldinho já acumulou R$ 220,5 milhões.

Rivaldo apareceu em e é mais um melhor do mundo na lista dos top 10 ele foi o nono mais rico do mundo. Atualmente no São Caetano Rivaldo já viveu tempos de Glória e está hoje com R$ 159,25 milhões.

Robinho, jogador do Milan, faturou R$ 108,5 milhões e conquistou o 20° lugar. Recebe atualmente recebe R$ 220,5 mil por semana, com bônus em potencial de R$ 1,1 milhão ao ano no Milan.

Neymar aparece em 33° com seus R$ 70 milhões, recente completado 21 anos. Neymar tem boa parte de seus rendimentos arrecadados através de patrocinadores. É o exemplo de que a economia do Brasil está forte o suficiente para que um alto investimento como sua permanência seja possível. E é um dos poucos brasileiros escolhidos para a capa da Time em todos os tempos. Criou uma empresa e uma marca para tomar conta de sua imagem e seus negócios. Conta com 11 patrocinadores.



Lista dos Top 10


1 - David Beckham (PSG)





R$ 612,5 milhões
2. Lionel Messi (Barcelona)
R$ 404,3 milhões
3. Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
R$ 392 milhões
4. Kaká (Real Madrid)
R$ 232,7 milhões
5. Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG)
R$ 220,5 milhões
6. Samuel Eto'o (Anzhi Makhachkala)
R$ 182 milhões
7. Wayne Rooney (Manchester United)
R$ 175 milhões
8. Zlatan Ibrahimovic (PSG)
R$ 164,5 milhões
9. Rivaldo (São Caetano)
R$ 159,25 milhões
10. Rio Ferdinand (Manchester United)
R$ 147 milhões


Confira a lista completa no site goal.com




Ouvir: o diferencial do melhor vendedor.



Todo negócio está fundamentado nas vendas. Afinal de contas sãos as vendas que garantem o faturamento de qualquer negócio. O vendedor é conhecido publicamente por sua característica de falar bem, se apresentar bem e ter um ótimo poder de persuasão. Muitos até têm medo do vendedor quando vêem um.

No mercado veremos vários tipos de vendedores diferentes, mas a comunicação é essencial e necessária para os resultados de todos. E como todos já devem ter ouvido e/ou percebido todos nós possuímos dois ouvidos e uma boca. Essa observação tem muito a ver com a qualidade da comunicação. Pense um pouco.  Quem não sabe ouvir também não consegue falar assertivamente. Portanto a maior qualidade do vendedor é ouvir para ser assertivo em sua fala.

Quanto mais complexa a venda, mais necessário é ouvir. Ouvir é essencial, pois ajuda o vendedor a interpretar o que realmente deseja o comprador. Quando o vendedor está realmente atento às necessidades do comprador ele consegue oferecer o produto ideal para o consumidor. Esse processo aumenta a confiabilidade da venda e com a concretização do negocio garante uma maior satisfação do cliente, já que ele comprará o que realmente precisa e não o que lhe empurrarem.

Em negócios mais simples esse processo de ouvir é até mais fácil, mas principalmente no mercado corporativo onde as negociações tendem a ser mais voluptuosas a qualidade de ouvir se torna mais importante para identificação do perfil do cliente e indicação do produto/serviço mais adequado. Diante dessa observação o vendedor deve se comportar como um consultor e deixar de ser vendedor. O trabalho do profissional hoje deixou de ser um simples vendedor para se tornar o de um profissional que ofereça soluções através de seus produtos/serviços. 

Quando isso acontece todas as partes ganham. O vendedor fecha sua venda, conquista seu cliente e pode ganhar indicações preciosas. O cliente tem suas necessidades realmente atendidas, se sentem satisfeitos e tendem a fazer futuros negócios e criar um marketing positivo a partir de sua experiência.

O ideal é que toda venda realizada apresente o resultado ganha-ganha. Onde todos envolvidos saem ganhando. Para que isso aconteça o vendedor é a peça chave. Ele mais que ninguém conhece seu produto e por isso ele deve treinar e usar a habilidade e ouvir. Quanto mais ele se dispor a ouvir com cuidado e fazer as perguntas certas, mais ele conseguirá extrair as informações necessárias para conhecer as necessidades dos seus clientes e oferecer o seu produto de acordo com que ele precisa.

Quanto mais o cliente fala mais sucesso pode ter o vendedor. Conhecer o cliente e fazer as perguntas certas é essencial para o sucesso do negocio. Dependendo da situação o próprio cliente irá fechar a sua venda através de sua própria percepção e analise. Ouvir é essencial, pense nisso.

Royalties do petróleo: a lei e o veto.



Deixe seu comentário sobre o que você pensa sobre essa nova distribuição dos royalties do petróleo e essa situação toda. 

Os royalties aqui em questão são relativos ao petróleo. Esses Royalties são tributos federais pagos pelas empresas que exploram o petróleo. A pouco tempo começou uma discussão sobre a distribuição desses recursos que eram repassados em grande parte para estados e municípios produtores. O que foi feito foi criar uma lei para que essa distribuição fosse mais igualitária para toda a nação, onde estados e municípios que não tem atividade petrolífera passam a ter direito a parte dos valores arrecadados. Esse é um dos pilares da lei. Porque dessa briga toda então que estamos vendo por aí?

A lei com as mudanças foi aprovada, nela são feito alterações na distribuição dos royalties de todos os campos de petróleo com concessões em andamento e em operações que estão por vir. A presidente Dilma vetou então o artigo do projeto que diminuía a parcela dos royalties e a participação especial dos contratos em vigor que são destinados aos estados e municípios produtores dos campos que estão em exploração, ou seja, nessa configuração os estados e municípios produtores continuariam com a mesma participação atual nos contratos já firmados. Sendo assim somente teria validade a lei aprovada pelo congresso em cima dos futuros campos de exploração. O veto que foi derrubado é esse.

Ao derrubar o veto da Dilma os estados e municípios não produtores passarão a receber 40 % desses recursos. A redistribuição vale também para os contratos que já estão em vigor e com isso os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo terão seus recursos reduzidos de 26,25% para 20% e no caso dos municípios a arrecadação cai de 26,25% para 15%.

O que acontece é que isso cria um entrave e uma batalha onde temos de um lado os estados e municípios onde há exploração do petróleo e do outro lado o restante da nação. Essa lei da nova distribuição dos royalties do petróleo esta de certa forma fundamentada na ideia de que essas explorações são recursos de direito federais e, portanto, devem servir para todo o país, mas os governantes dos locais em que  é extraído o petróleo alegam que isso irá comprometer a programação de suas contas publicas. Pronto. Motivo para muita discussão.

A verdade é que as duas fundamentações têm suas razões de existir e não podemos dizer que alguém estar certo ou errado. Cada um está buscando defender seus direitos de acordo com a interpretação que fazem sobre essa questão. O fato é que a presidenta Dilma já pronunciou que aceitaria a decisão do congresso antes mesmo da votação ocorrer. E o congresso derrubou o veto. Agora as discussões vão continuar e os governos com atividade petrolífera vão buscar de outras formas manter o veto.

O fato é que ainda veremos muita discussão sobre isso. Imediatamente após a derrubada do veto as bancadas do ES e RJ entraram com uma ação no STF com intuito de mantê-lo. Vamos acompanhar e ver no que vai dar. Uma coisa é certa, nessa historia ainda tem muito pano para manga. Se é bom ou ruim derrubar o veto depende do ponto de vista de cada um.

Deixe seu comentário sobre o que você pensa sobre essa nova distribuição dos royalties do petróleo e essa situação toda.

De olho no mercado: capital de giro e capital de terceiros



Toda atividade precisa de um financiador para existir. Em algumas vezes podem ser vários financiadores sejam eles os  próprios  donos ou terceiros. Há quem conteste, mas tem coisa melhor do quer ganhar dinheiro usando dinheiro dos outros?

Para qualquer empresa o financiamento mais cômodo é ter crédito junto ao seu fornecedor. A empresa pega a mercadoria, mas não paga por ela (na hora, é claro). Assim esse cliente oferecerá e venderá esse produto com intuito de pagar o seu fornecedor. Esse é um negocio perfeito, se não fosse o crédito que o seu cliente espera receber por parte de sua empresa para comprar o produto. Em um instante você pode passar de financiado para financiador. Isso nos lembra que temos que analisar muita coisa.

Com isso surgem algumas questões essenciais que toda empresa deve fazer: Qual o prazo médio que os fornecedores oferecem? Qual o prazo médio das vendas? Qual o prazo médio para o recebimento? Essas respostas são essenciais para saber como vai ficar seu fluxo de caixa. Se você somar o prazo que a empresa demorará para vender esses produtos com os prazos do recebimentos e esses forem menores do que os dos recebimentos você está com um sistema perfeito que por si só se sustenta. Mas caso os prazos de vendas e recebimentos sejam maiores que os prazos concedidos pelo fornecedor você tem um problema para resolver,  já que terá que pagar o fornecedor mesmo sem ter recebido o dinheiro dos produtos comprados. De onde tirar o dinheiro então?

Vamos analisar as situações abaixo onde os números se referem aos estágios e ordem de cada operação no tempo . 1 Prazo médio oferecido pelo fornecedor (PF), 2 Prazo médio para realização das vendas (PV) e 3 Prazo médio para recebimentos (PR). Lógico primeiro você compra, depois você tem que vender, receber e se a compra foi a prazo tem que pagar no meio desse processo.


Através dessa visualização podemos perceber que na primeira situação ao somar o prazo de vendas e o prazo de recebimentos sobram ainda 15 dias para pagar o fornecedor. Isso significa que a operação está perfeita e esse dinheiro ficará disponível no capital de giro da empresa. Que beleza a empresa conseguiu uma ótima forma de ganhar dinheiro sem precisar investir seu capital próprio e ainda arrumou um jeito de ficar com o dinheiro por 15 dias em seu caixa sem pagar nada a mais por isso. Já na segunda situação podemos perceber claramente que o prazo do fornecedor é maior que o prazo de vendas e recebimentos. Isso significa que antes de receber o dinheiro das vendas a empresa terá que retirar dinheiro de seu caixa para pagar o fornecedor. Logicamente se não houver concessão de prazo a empresa terá que desembolsar o dinheiro à vista. Nesses dois últimos cenários a empresa pode apresentar uma necessidade de caixa e aí está o problema. Como suprir essa necessidade passa a ser a questão.

Capital próprio é uma das opções. O sócio retira esse dinheiro do caixa da empresa. Caso a empresa não tenha esse dinheiro pode também ser feito um aporte de capital. Logicamente algumas coisas como o fluxo de caixa no decorrer do mês e a rentabilidade que o sócio espera desse aporte entrará em discussão para saber o custo desse capital. Mas existe uma situação muito oposta que é o de a empresa não ter essa disponibilidade ou simplesmente isso não ser viável. Nesse caso a empresa provavelmente recorrerá à capital de terceiros de instituições financeiras.

Atualmente principalmente os bancos de fomentos oferecem produtos interessantíssimos para as empresas. Basta a empresa ficar atenta e procurar os recursos oferecidos com apoio do governo. O BNDES e os bancos regionais como Banco do Nordeste, BDMG, dentre outros são os primeiros lugares que devem ser visitados. Isso depende é lógico de um planejamento.

Hoje no mercado existem duas situações que são elas: você planeja e consegue um bom credito que vai precisar ou você precisa emergencialmente e paga um preço caro por um credito não tão bom assim (estou me referindo às condições e características do crédito). Essa é uma decisão sua. Eu indico que você planeje as ações da empresa dentro de projeções futuras com intuito de estar sempre um passo a frente. Por mais que você não precise do capital hoje vale a pena estar aberto para novas oportunidades e precavido antes de mudanças negativas.

A verdade é que na atual realidade trabalhar com capital de terceiros é necessário ou no mínimo uma bela oportunidade. Isso vai depender é claro de cada situação e cabe a você fazer essa analise. Cabe a empresa e a aqueles que nela estão fazer o devido planejamento para melhor utilização dos recursos disponíveis.



Consulta SCPC grátis na internet: para todos.



Alguns postos de atendimentos oferecem os serviços gratuitos para consultas dessas informações financeiras. Há muito tempo isso ocorre mesmo que muitas pessoas ainda não saibam. Muitas vezes o natural é que a pessoa só descubra que está com o nome “sujo” na praça quando procura algum tipo de financiamento seja ele bancário ou de algum bem.

De qualquer forma esses postos exigem que a pessoa que deseja efetuar a consulta tenha que se locomover até o local e às vezes enfrentar fila. Para efetuar essas consultas pela internet era necessário pagar, assim como para fazê-la em alguns estabelecimentos.

A grande novidade agora é que essa consulta já está sendo disponibilizada gratuitamente através da internet. Isso facilita o trabalho do consumidor. Agora somente é preciso preencher uma ficha cadastral com seus dados para conseguir efetuar a consulta e descobrir como seu nome está.

É importante consultar seus dados periodicamente. Isso evita inconvenientes e ajuda-o a descobrir possíveis golpes realizados com seus dados e em seu nome.

Segue site para fazer as consultas  SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito):





Acompanhe o Blog onde tudo é discutido no pondo de vista da administração.

Estou sob pressão: e agora?



As empresas trabalham exclusivamente em cima dos resultados. Devido a isso a busca para atingir metas, cortar custos e enfim lucrar o máximo possível estabelece uma pressão natural sobre o colaborador. A pressão pelo resultado é normal no ambiente empresarial e funciona como o estresse do dia a dia com efeitos benéficos. Mas quando os resultados não são alcançados a pressão pode aumentar, e muito, de uma forma que de agregador passa a ser assustador.

Você já vivenciou alguma situação em que a empresa não apresentou os resultados desejados? Um momento que a empresa ou sua área não atingiu as metas e não deu o retorno esperado? Percebeu então que o seu chefe ficou no seu pé, passou a não tolerar os menores deslizes e os mínimos atrasos passaram a ser um verdadeiro motivo para repreensão e que todos ficaram à flor dos nervos, estressados, preocupados e até mesmo assustados.

Essa situação é normal dentro das empresas, isso porque esse tipo de pressão causa essas reações no ser humano. Em momentos de crise as pessoas  sentem que estão deixando escapar o controle e essa pressão exercida principalmente do chefe para com a equipe é uma forma de defesa ativada com intuito de recuperar o controle da situação. Isso indica que ele está influenciado por uma forte pressão e essa ação acaba sendo uma válvula de escape com intuito bem diferente do que parece.

O que vemos como frutos dessa situação são colaboradores assustados, preocupados com a pressão no ambiente de trabalho, temerosos e com um verdadeiro medo, mas a ideia de quem pressiona é que haja uma reação. Quem pressiona espera que o pressionado tenha uma ideia brilhante, que resolva todos os problemas e alcance todos os resultados esperados resolvendo assim os seus problemas e principalmente que isso tudo venha com senso de urgência. Por isso o normal é que quanto mais problemas a empresa apresentar mais pressão haverá sobre o colaborador.

 Isso tem um efeito muitas vezes negativo. Nessa situação muitos perdem o controle.  Os chefes perdem a paciência, a comunicação fica mais dura, começam a existir conversas paralelas no corredor e a tendência é que tudo só piore.

O importante nesse momento é você entender que em situações difíceis isso tende a acontecer. E saber que se você está sendo pressionado mais que o normal é porque a empresa esta precisando de você. Nesse momento é importante manter a calma mesmo que isso seja difícil em um momento tão conturbado. A tranqüilidade e serenidade são a chave para manter o equilíbrio e permite que você se mantenha firme e forte em busca dos resultados que tanto estão exigindo e que a empresa tanto precisa.

Essa calma evita que você caia em armadilhas que nem estão montadas. Momentos assim normalmente causam uma indisposição fora do normal entre todos dentro da empresa. Sem a devida calma a posição normal de agredir, falar mal, confabular e principalmente reclamar tomarão o lugar da produtividade.

As crises são sempre uma ótima oportunidade de mostrar suas qualidades. Nesse momento só os fortes resistem e você precisa se preparar mentalmente para assimilar a pressão com naturalidade. Em momentos de crises é interessante pensar em curtíssimo prazo e viver cada dia de uma vez. Esse é o momento perfeito para surgir “heróis”. Que nesse caso significa: pessoas com capacidade para resolução de problemas nos momentos mais difíceis; Pessoas capazes de encontrar soluções inesperadas nos momentos mais críticos. Essas pessoas aprecem quando a situação esta feia para efetuar o “salvamento” e restituir a ordem normal das coisas. Você em algum momento já deve ter ouvido falar que nos momentos das crises também são momentos de oportunidades.

Se for possível estabelecer metas diárias isso permitirá acompanhar mais de perto o que esta acontecendo isso permite resolver os problemas encontrados no dia a dia. Esse método também faz com que nos dias bons você o termine em paz com os resultados esperados. Além do que resultados positivos diários poderão servir como uma pequena dose de entusiasmo atendendo assim as expectativas daquele momento.

Manter a calma, serenidade e uma postura profissional em busca dos resultados é sempre uma ótima ideia  e isso vale para as duas partes, tanto chefes como subordinados. Se a pressão incomodar demais talvez esteja na hora de uma boa conversa.



Acompanhe o Blog onde tudo é discutido no pondo de vista da administração.

Empresas e as diferenças regionais: para competir é preciso conhecer o cliente.

Assumir que existe diferenças culturais é um passo importantíssimo para que as empresas possam montar uma estratégia e ação diferenciada. Compreender isso é essencial para o sucesso organizacional. Tudo isso descrito de forma leve e "poética".

Amazônia, Pantanal, Cerrado, pampas, montanhas, planalto, praia, etc e tal.


Esse nosso Brasil é grande demais da conta. Aqui tem de tudo e um pouquinho de tudo se encontra. Aqui você vê neve de um lado e do outro fritam ovos no asfalto. Aqui é assim um país com proporções continentais. Uma hora você está nas curvas de Minas gerais e outra já saiu nas retas do cerrado. Você pode optar pelo que você quiser. É litoral que não acaba mais, é cultura que nem se parece igual.
Cada região do Brasil tem sua especificidade e cada um conta sua historia de jeito diferente, o mineiro vai exagerar no diminutivo,  o carioca vai usar o “x”, o paulista vai carregar no “r” e isso tudo é só no sudeste do país. Tem gente que usa tratar as pessoas por você e tem gente que fala é tu mesmo. Tem ainda aqueles que falam cantando e pasme se quiserem, as melodias são as mais diferentes e variadas possíveis, tem para tudo quanto é gosto. Tem gente que fala quase parando meu rei, mas tem gente que fala é disparando tipo repentista. Tem gente que escreve musica, tem gente que escreve livro e tem gente que escreve cordel. Aqui tem gente que gosta só de filé, mas tem aqueles que o prato preferido é sarapatel.
O Brasil é um lugar onde tudo carrega seu sotaque e cada descoberta pode ser maravilhosa, ou não, aí depende do seu ponto de vista. Nessas terras de índio que quem descobriu foi o português há também muita injustiça a começar por aí.  Afinal de contas aqui tem muita política. Mas deixando isso de lado vou falar mesmo é que aqui todo mundo é brasileiro e gosta de futebol com muito gol marcado (lógico que desde que seja a favor do seu time, se não vai com certeza ser muito reclamado).
O que isso tem a ver com sua empresa? Aqui tem muita multinacional assim como brota também muitas empresas que chamamos de fundo de quintal. Tem empresa grande pequena e informal o que não falta é negócio para acertar. Todos querendo crescer. Já pensou se sua empresa está reconhecendo esse regionalismo? Pois te digo que isso é importantíssimo e só cresce quem cuida do seu cliente e o conhece como se fosse seu melhor amigo.
Assumir que existe diferenças culturais é um passo importantíssimo para que as empresas possam montar uma estratégia e ação diferenciada. Compreender isso é essencial para o sucesso organizacional.



Acompanhe o Blog onde tudo é discutido no pondo de vista da administração.


Meu valor é muito maior do que me pagam: e agora?

Você é uma pessoa competente que trabalha muito e rende muitos frutos para a empresa. Você vive procurando forma de crescer dentro da empresa. Assume responsabilidades e  trabalho mais que todo mundo. Às vezes até vê pessoas que fazem menos e ganham mais. Você talvez tenha estudado em uma boa escola. Vive esperando o aumento ou uma promoção. Você tem convicção de que vale mais do que te pagam.

O primeiro passo nesse caso é avaliar se realmente isso tudo é uma verdade absoluta. Confirmando as expectativas de que você está sendo injustiçado tem algumas coisas que você precisa analisar e pensar a respeito.

Primeiro você deve procurar saber se o mercado oferece coisa melhor. Avaliar se sua empresa esta oferecendo as condições de mercado. Avaliar se sua empresa tem realmente condição de te oferecer coisa melhor.  Se tiver essas condições verifique se realmente você está na lista da promoção. Tente ver também de forma imparcial se as promoções estão sendo de forma justa. Verifique o valor da política na escolha das promoções. Tudo isso deve ser avaliado para saber o que realmente esta acontecendo.

É preciso saber também que tudo tem seu tempo. Se você encontrar um cenário positivo para sua promoção você deve ficar atento. Você deve saber que a empresa cria cargos quando precisa e não quando um colaborador está pronto. Então analise as condições e veja o que é melhor para você.

Uma coisa é certo, você em momento algum deve deixa o desanimo abater. Deve manter o mesmo profissionalismo. Se em algum momento a situação começar te afetar negativamente converse com as pessoas sobre suas expectativas. Não deixa que a situação arranhe sua imagem. 

Se depois disso tudo considerar que a empresa não consegue atender suas expectativas procure recolocação. Só não deixe que sua insatisfação em momento algum interfira na qualidade de seu trabalho, pois isso você levará para sempre contigo.



Acompanhe o Blog onde tudo é discutido no pondo de vista da administração.

O que você pensa do seu salário?




Salário para o trabalhador é a fonte que o proporciona a realizar objetivos no decorrer da vida. Você já parou para pensar em seu salário? Certamente que sim. Afinal de contas não pensar nele parece impensável para qualquer trabalhador. O ponto é o que você anda pensando sobre seu salário? Você acha que deveria ganhar mais por que você vale mais do que te pagam? Você pensa que o trabalho que você faz merece melhor remuneração? Quem sabe você só pense que deveria ganhar mais para viajar mais e aproveitar mais.

O que acontece é que vivemos em uma sociedade capitalista. Sendo assim o mais natural é que dia ou outro alguém estará pensando sobre essas coisas. Alguns mais e outros menos. Essa é uma inquietação que parece natural diante dos quereres do ser humano, já que o dinheiro é a fonte que proporciona cada um a pagar pelo que precisa. E que eu saiba o dinheiro para o trabalhador normalmente vem do salário.

De certa forma o ser humano desde que começou a viver em sociedade começo também a segmentar as atividades. Distribuir funções e dar atribuições diferentes aos membros não é uma revolução atual. Desde que convive em sociedade o ser humano tem uma necessidade de contribuir com a sociedade. Atualmente o trabalho uma dessas formas e contribuição e o salário é uma recompensa de um trabalho que, afinal de contas, você faz para a sociedade.

A principal idéia por trás do capitalismo é a de recompensa financeira para 
prestação de serviço para sociedade. Essa é a base do nosso atual sistema. O salário passa então na estrutura do capitalismo a funcionar como um intermediador para utilização do trabalho de terceiros. A utilização do dinheiro provido do trabalho em forma de salário nos serve como meio para pagar pelo trabalho do próximo. Vendo pelo lado humano serve como forma de recompensarmos outras pessoas pela utilização de serviços prestados delas para conosco.

O salário pode significar muita coisa diferente para cada pessoa. Muitos pensarão que é a compensação financeira que a empresa te dá por seu trabalho prestado. Outros dirão que é a sua parte no lucro da atividade da empresa. Mas claramente podemos perceber que não é tão simples assim. Afinal essa remuneração depende de muitas outras coisas como oferta e demanda. Afinal de contas na maioria das vezes você não ganha mais com o aumento do lucro da empresa ou se trabalhar mais do que seu colega de trabalho que ocupa cargo similar.

Alguns procuram aumentar seus rendimentos através de horas trabalhadas, já outros esperam ser recompensados em troca do “tempo de casa”. Alguns pensam que podem melhorar o seu salário através de uma maior produtividade e outros procuram estudar mais e assim cada um procurará um jeito de receber um salário maior. O problema é que nem sempre o salário estará ligado ao seu valor.

O salário está diretamente ligado a lei da oferta e da demanda. Você sabe qual é o produto? É a sua mão de obra. Diante disso podemos observar que o salário tende em sua normalidade a ser definido para função e não para o colaborador. Assim nem sempre ele dependerá diretamente do produto (colaborador) e sim do mercado.

É importante entender que há forças externas que interferem no valor do seu salário. Isso permite compreender melhor que às vezes não é um curso a mais que vai lhe render, em curto prazo, uma maior remuneração. Esse curso lhe renderá conhecimento pode te deixar mais preparado e pode sim fazer diferença no seu salário a depender do que você produza através das novidades que aprendeu.

Diante disso as vezes você pode realmente valer mais do que te pagam, mas o salário afinal de contas depende de oportunidades. Às vezes você pode esperar ansiosamente por uma promoção, por um salário melhor e talvez todos saibam que você mereça, mas a promoção só acontecerá se uma oportunidade realmente aparecer dentro ou fora da empresa.

Cabe a cada um sempre estar batalhando para ser melhor do que é. O resultado pode não ser momentâneo, mas com o tempo ele tende a surgi de acordo com as oportunidades que surgem. É importante saber que nem sempre ele estará ligado ao seu valor, mas sim a função que você ocupa e as condições de mercado.

Uma coisa é fato: se você não tem uma condição especial de ter nascido em família rica, ter muito, mas muito dinheiro na conta. O salário é o que paga pelo trabalho e lhe permite viver e sonhar. As oportunidades existem e cabe a você ficar de olho nelas. Mãos a obra e muito sucesso para você.


Acompanhe o Blog onde tudo é discutido no pondo de vista da administração.


Você agrega valor com seu trabalho?


O certo é que você certamente agrega valor em seu trabalho. Temos cada um de nós uma função dentro da organização. A questão talvez seja qual valor você agrega dentro da organização. Então você sabe qual o valor você agrega?

Na organização podemos ver vários níveis diferentes de atuação. E diferentes pessoas que se encaixam em diferentes funções. Sua forma de agir te guiará para encontrar a seu espaço dentro da organização. As empresas estão de olho em qual contribuição você dá para ela.  O certo é que quase sempre não pensamos seriamente em qual é a nossa real contribuição no ambiente de trabalho. Às vezes todos simplesmente fazemos o que temos de fazer sem refletir sua real contribuição pelo todo.

Algumas funções exigem do profissional um perfil operacional, profissionais que apresentam uma contribuição bem especifica na realização das atividades da empresa. Alguns alem de operacionais tem uma gama de conhecimento técnico. Esses colaboradores agregam valor através do seu conhecimento seja qual for a área. Esse colaborador normalmente é um solucionador de problemas dentro de sua área e esfera de conhecimento. Suas ações são baseadas no conhecimento técnico e dentro daquele terreno de atuação. Essas pessoas tendem a dominar os conhecimentos relativos à sua área de atuação.

Também existem as posições de liderança. Os gerentes fazem parte dessa equipe. A contribuição deles é a de conduzir o time à vitória. Nem sempre necessariamente ele será o melhor em atividades específicas, mas a intenção é que ele consiga organizar sua equipe de forma que cada um possa tirar seu melhor e assim gerar resultados para a empresa. O gerente precisa entender de tudo um pouco em seu departamento e principalmente guiar sua equipe no caminho certo. Esses profissionais têm como característica desenvolver uma boa comunicação, uma comunicação que transmita clareza nas expectativas e objetivos.

Logicamente que em estruturas maiores observa-se diretores, presidentes e outras funções com outras especificidades, assim como em estruturas menores o empreendedor pode ser o responsável por tudo.

O que quero chamar a atenção com esse tema é o seguinte. Caso não tenha pensado sobre esses aspectos ainda que comece a pensar qual valor você está agregando à empresa em que você trabalha. Indico que essa é uma ótima oportunidade para começar a pensar. Pense. Qual a real contribuição que você dá a empresa onde trabalha? Será que você é um colaborador diferenciado daqueles que todos sentirão sua falta se você sair? Quais características mais são exigidas de você? De sua função? Da função que você deseja? Pensando sobre essas coisas você conseguirá direcionar suas ações de forma a agregar valor de forma adequada com sua posição e se preparar para a posição que deseja alcançar em sua carreira.

O chamado aqui é para que você saia um pouco do piloto automático e pare 
para pensar pelo menos um pouco como você agrega valor e como pode se desenvolver de forma a proporcionar um retorno maior no seu trabalho. Isso é bom para a empresa e é bom para você. Eu te chamo para refletir, que tal?

Acompanhe o Blog onde tudo é discutido no pondo de vista da administração.

Carreira: saber para onde ir, o x da questão

Definir objetivos, traçar metas, planejar, projetar, executar. Saber aonde quer ir para pensar como chegar e saber o que é preciso fazer. Do planejamento até a execução final é preciso saber uma coisa muito importante: é preciso saber onde se quer chegar esse é o x da questão. 

Muitos pensam que o x da questão é uma incógnita, mas na verdade o x da questão é a chave da resposta, no final de tudo depois de ter passado por tudo o x da questão é igual à reposta esperada. Tudo depende do ponto de vista. Sendo assim sabendo o x da questão você saberá onde você quer chegar possibilitando você a procurar soluções sabendo exatamente aonde você quer chegar e o que você quer.


Quando não se sabe qual é o x da questão uma coisa fica muito bem evidenciada, nunca se sabe se chegou aonde você realmente queria. Lembre-se que como você enxerga o x da questão depende de você. Procure saber exatamente onde está e quanto vale o seu x. Saber o que você quer te guiará para alcançar o que deseja.


O x da questão é definido por você e não é nada mais nada menos do que você espera de sua empresa, de sua carreira e de sua vida. Portanto a resposta correta é você quem define. Definindo isso basta procurar soluções para alcançar seus objetivos. Boa sorte e muito sucesso!

Acompanhe o Blog http://vozdoadministrador.blogspot.com.br/ e veja as atualizações em primeira mão.

Carreira: O que você quer de você? Uma escolha que deve ser feita por você.



Sua vida é formada por um conjunto de decisões suas e cheia de interferências de acordo com as decisões externas, mas você é quem escolherá qual caminho seguirá. Porque eu estou falando isso? Porque sua escolha definira seu presente e seu futuro. E isso é a coisa mais valiosa que você tem, afinal de contas isso resume sua vida. Esse é o famoso livre arbítrio e nele você pode até escolher não escolher e esperar ser o escolhido.  

Esse assunto é pertinente porque define que profissional você será. Saber onde você que estar é o norte que te guiará para ser quem você quer ser. Será o motivo que te fará lutar para conquistar seus objetivos. Estou falando sobre isso porque se você simplesmente não definir onde quer chegar qualquer lugar que você chegar será o suficiente. E talvez esse suficiente não seja jamais o que você espera. Porque você sabe o que é melhor para você. 

Definir o que você que ser é o primeiro passo para começar a ser alguém. Caso não o faça você poderá flutuar de lugar nenhum para lugar nenhum até o final de sua vida. Estabelecer metas e fazer planos é importante para que você possa direcionar seu futuro e se proporcionar ser aquilo que deseja ser. Sabendo aonde você quer chegar você pode simplesmente definir como deseja fazer isso e correr atrás do que quer. 

Então, você já sabe o que você quer ser ou continua a esperar que decidam por você? Uma coisa é certo você é a pessoa que mais bem quer a você. Portanto defina e vá à luta.

Acompanhe o Blog http://vozdoadministrador.blogspot.com.br/ e veja as atualizações em primeira mão.